Rever

Prós e contras de Artificial Turf in Sports

Prós e contras de Artificial Turf in Sports



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

A relva artificial é uma alternativa sintética à grama natural para esportes tipicamente praticados ao ar livre. A maioria dos gramados sintéticos é feita de borracha, poliéster ou espuma, coberta com "lâminas" de fibras individuais feitas de polipropileno ou nylon. O material semelhante a grama é ideal para esportes como beisebol, futebol, rugby e futebol. Embora a grama artificial tenha vantagens sobre a grama natural em termos de custo e manutenção, o efeito que a superfície exerce sobre o jogo deve ser considerado para ajustar a estratégia do jogador e reduzir a probabilidade de lesão.

Fatores Ambientais

Para acomodar climas implacáveis ​​ou imprevisíveis, alguns esportes mudaram seus estádios para dentro de casa, mas as arenas internas representam desafios adicionais para o cultivo de grama tradicional. A relva artificial não possui os requisitos de crescimento padrão, como luz solar ou rega, portanto a alternativa sintética é adequada para espaços internos. A relva artificial também é útil em climas onde a grama natural é propensa a queima ou difícil de cultivar devido à falta de chuva. Embora a maioria dos tipos de grama artificial use plástico e borracha na produção, a grama pode ser fabricada com materiais reciclados para compensar o impacto ambiental. A grama sintética requer uma fração da água que a grama natural precisa, o que é um incentivo ecológico.

Custo e Manutenção

A instalação inicial geralmente é mais barata para a grama natural, especialmente em instalações recreativas ao ar livre, onde a grama já está presente e não precisa ser plantada. Um custo médio de grama natural por metro quadrado é de aproximadamente US $ 3, contra aproximadamente US $ 5 para grama artificial de qualidade média. No entanto, os custos de manutenção, especialmente a longo prazo, tendem a ser mais altos para os campos de grama natural. A grama natural requer rega regular, fertilização, corte, semeadura e controle de pragas, que podem custar vários milhares de dólares por ano em peças e mão-de-obra. A grama artificial também requer manutenção, incluindo escovação, rega e até fertilização para controlar pragas, mas o manejo de um campo artificial é menos rigoroso e mais barato do que a grama natural. Linhas de campo são outra consideração. A relva artificial normalmente possui linhas de campo costuradas diretamente nas fibras, portanto elas não podem ser facilmente alteradas para acomodar um tipo de campo diferente. Campos de grama natural apenas precisam ser repintados com novas linhas para acomodar um esporte diferente, para que possam ser mais econômicos e visualmente atraentes para campos de uso múltiplo.

Impacto no jogo

Campos de relva artificial permitem que os mantenedores de terrenos tenham mais controle sobre a consistência do campo. Cada fibra de um campo de relva artificial é fabricada para ser uma réplica da próxima, portanto, nenhuma área é desigual ou com textura diferente para alterar a velocidade de uma bola ou a capacidade de um jogador de encontrar o pé. A grama natural cria mais atrito do que a relva artificial, um fator que acelera as taxas nas quais os objetos se movem por sua superfície. Em um jogo como o beisebol, o atrito reduzido significa que as jogadas no solo, que podem ser fáceis de pegar na grama natural, são mais difíceis no gramado artificial. Como a grama sintética é tecida em um suporte seguro, os jogadores também podem alcançar uma posição mais segura, apesar do atrito reduzido, permitindo curvas e paradas mais precisas. Apesar das vantagens teóricas no jogo, uma pesquisa realizada em 2006 pela Associação Nacional de Jogadores da Liga de Futebol mostrou que quase 73% dos jogadores preferem gramados naturais.

Impacto de lesão

Variedades mais recentes de relva sintética que usam fibras de polietileno produzem significativamente menos atrito entre a superfície de jogo e a pele dos jogadores em comparação com a grama natural e as versões mais antigas de relva sintética. No entanto, o relvado artificial fabricado com outras fibras geralmente produz mais atrito do que a grama natural, aumentando a probabilidade de abrasões ou lesões por atrito. A grama artificial também retém mais calor do que a grama natural; portanto, os campos devem ser resfriados com uma pequena quantidade de água antes dos jogos, para reduzir a probabilidade de queimaduras ou agravantes da abrasão.